sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Indomável(mente)

Acorda já cansada, mas com uma determinação incrível e aquele algo a mais que leva consigo aonde vá. Sente que os dias correm como um riacho que deságua num mar que está longe demais. O oceano é inatingível. Todos os dias parecem iguais. Trabalho, problemas, hora do almoço: tudo igual, nada muda. Mas, mesmo cansada, nos seus olhos fulguram duas chamas impossíveis de ser apagadas, mesmo pelas línguas mais maldosas. Apesar de se sentir fina e quebrável, cheia de chateações e cansaços intermináveis, há nela sonhos e algo que intriga. Sonhos quebrados pelas tensões do dia, pelo excesso de barulho. Sonhos quebrados pelo desconforto em não se sentir parte de nada, e ao mesmo tempo de lugar algum. Sua música confunde os outros. O toque do seu violino faz-se estranho. Suas ideias perturbam as cabeças mais abertas. Mulher de visão, veio querendo mudar o mundo. Pouco fala, muito observa. Ouve compulsivamente Cazuza. 
Não sente-se parte, e isso, de certo modo, a satisfaz. Satisfaz um desejo íntimo que nem ela conhece. De algum modo, realiza-se ao chocar as pessoas com ideias que não cabem ali naquele lugar, não cabem ali naquelas cabeças com visão deturpada, não cabem ali naquele espaço tao comum - e ela não é comum. Tem a cabeça longe dali. Pensa em todas as lutas travadas diariamente com o que não lhe agrada. Tem olhar feroz, ferino, cortante, e ao mesmo tempo sonhador e risonho. E tem a língua mais feroz ainda. Só fala algo quando sabem que a vão escutar. Mal sai do tom de voz, fala baixo e pausado, e não se incomoda que alguns não a escutem, mas não costuma alterar o tom de voz pelos outros - não costuma falar para quem não quer ouvir e tem cabeças fechadas a sete cadeados. É um pouco individualista, meio egoísta, centrada em si mesma. É um modo de se defender do mundo lá fora. Mas não se incomoda com seus defeitos: ao contrário, ama-os como ama a si mesma: imensuravelmente. 

Nada é capaz de fazê-la parar. Ela é maior do que o mundo.

Indomável.

Paolla Milnyczul




Todos os Direitos Autorais Reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário