sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

O Jogo

Não importa o que aconteça, você é julgado. Em qualquer lugar, por qualquer coisa, por qualquer roupa ou corte de cabelo. Por sorrir ou não. Por falar demais ou ser silencioso. 
Vão te julgar por tudo. Por suas unhas, pela cor do teu esmalte ou pela cor do teu cabelo. Por você escrever ou não. 
É julgado por qualquer um que passe por ti. Que esteja lá. Que goste de você ou não. É julgado por quem não tem o direito de julgar ninguém. Ah, esse jogo de julgar, em que todos se perdem e ninguém se encontra, é um erro comum a todo ser humano. 

Julgar é um jogo em que todos saem perdendo.

Paolla Milnyczul

Nenhum comentário:

Postar um comentário