sexta-feira, 19 de julho de 2013

[Se] Amar É...

Tenho uma baita fé em mim e no que eu faço ou não. Gosto de mim, de cada pedacinho, de cada ponto, vírgula ou interrogação da alma, de cada pedaço de pele, dos pelos, das unhas e cabelos. Tenho uma paixão sem tamanho por mim, pelo que sou, pelo que fui, pelo que ainda irei ser. Pois, com o tempo a gente vai mudando, crescendo, amadurecendo, melhorando. SE MELHORANDO! Aos poucos, eu estou amadurecendo mais. Apesar de ter alma de criança, me tornei mais prática, mais resolvida, mais de bem comigo mesma, e bem mais consciente de mim mesma. Ando menos emotiva, e faço menos dramalhão. Mas continuo vendo a mesma graça em bolhas de sabão e arco íris e ainda leio horóscopo. 
Tudo isso não só porque a gente tem que se amar e se cuidar, mas também porque, no final de tudo, quando a casa pega fogo, a gente só tem a gente. Por isso, me valorizo. Aprendo a cada dia mais comigo e com as minhas experiências. Procuro melhorar sempre. Ser o contrário do que é negativo. 
E, por causa disso, me cerco de pessoas positivas e que me valorizam como pessoa e pelo que sou, pessoas que não me julgam e que aceitam que as pessoas mudam, meu bem. E eu não tenho medo de mudanças. Amo meus amigos, meu marido, a minha família, e cuido muito bem deles - às vezes bem até demais -, espero reciprocidade, e tenho. Amo meu trabalho, e faço de tudo para melhorar cada vez mais e ter resultados positivos, aprendo rápido com os erros e faço de tudo para não repeti-los, não só porque gosto de tudo muito bem feito e organizado, mas como também odeio ser chamada a atenção ou receber críticas, mesmo que construtivas. 
Se amar não é olhar só para o nosso próprio umbigo. Se amar é amar e respeitar quem está a sua volta, se amar é amar o que faz, se amar é amar as suas escolhas. É se aceitar como você é, como a sua mente trabalha, como o seu corpo reage ao tempo. É saber o momento de parar e voltar. E o de continuar em frente e prosseguindo. É aceitar os seus defeitos e saber o que fazer quando eles falam mais alto do que as suas qualidades. É aceitar os seus gostos, que você ama rock, pin-ups, cremes, perfumes, é neurótica com a sua saúde, que não sabe ser fofa mas tem "momentos de fofura", que o sarcasmo faz parte da sua vida, que é cibernética, adora livros diferentes, e que você não liga muito para o que os outros acham de você. (Isso é o tal 'ser consciente de si mesmo'.). 
Se amar é aprender com a vida que você escolheu para você, e mudar se for necessário. 
Ser feliz com as suas escolhas. Se respeitar. Sorrir para si mesmo. 

Paolla Milnyczul

"Já tive medos, hoje tenho cautela e possíveis fugas estratégicas para qualquer assunto da vida." - Juliana Sfair

Conteúdo protegido por Direitos Autorais.


2 comentários:

  1. Legal, Interessante, Embriagante. Queria marcar tudo e dizer que fiquei fascinado! AHazzou...

    ResponderExcluir
  2. Que texto mais lindo e expressivo!
    Amar é se amar e valorizar aos que estão a sua volta, simplesmente!

    Beijão!

    ResponderExcluir