terça-feira, 10 de julho de 2012

Gente Leve!


Cansei de gente que reclama, mas nada faz. Gente que vive corcunda mediante as circunstâncias, que coloca a culpa nos outros, no mau tempo, em vez de procurar – e achar – o que realmente resolve o tal problema. Cansei de gente sem brilho no olhar, com acusação nos lábios, com imposição das coisas, com escravidão na vida. Cansei. Porque, venhamos e convenhamos, as pessoas em sua grande maioria adoram reclamar. De tudo. Da saúde, do tempo – sol ou chuva, não importa, reclamam –, da televisão, da novela que acabou, do trabalho que tá pouco, da grana que falta, do cachorro que late a noite toda, da casa que sempre está uma bagunça, da água que está fria, das contas para pagar. O problema não é reclamar, afinal vez ou outra todos nós, meros mortais, reclamamos. O problema é reclamar de tudo o tempo todo, sem ver o lado bom das coisas e – principalmente – da vida. E jogar as frustrações nas costas dos outros, que nada ou pouco tem a ver com aquilo.
Então, por decreto, resolvi: eu gosto é de gente leve. Gente de sorriso rasgado na cara, que tem a oferecer abraços, sorrisos e palavras doces, sinceras e verdadeiras. Gente otimista que faz da vida poesia, gente inteligente que faz poesia da vida. Gente corajosa com brilho no olhar e satisfação em viver. Gente que não tem medo de dar a cara à tapa pelo que pensa e fala da maneira mais educada possível. Gente que respeita e não julga. Gente com a cabeça no lugar, mas com um pouco de loucura na vida, pois nem só de paraíso vivemos. Gente que não se subestima nem se superestima demais. (E nem aos outros.). Porque todos nós somos pessoas, e pessoas invariavelmente se decepcionam com outras pessoas. (Normal.).
Eu gosto de gente que leva a vida com paixão, adoração, que curtem cada detalhe ínfimo das suas vidas. Gente com o coração leve, mas o com espírito forte. Gente que não anda encarquilhada perante suas frustrações e problemas. Gente que não reclama, resolve. Gosto de gente que ri, chora, se emociona e faz o melhor que pode da melhor forma que consegue sem se cobrar demais por isso. Gente que fala olhando no olho da gente.
Essas pessoas, em minha vida, eu tenho. E eu não quero nunca que saiam dela, pois leveza, meu bem, não se compra nem se acha por aí dando sopa. Leveza, e isso eu sei, é difícil de ter na vida neste mundo tão cada vez mais conturbado por toda a urucubaca. Leveza se conquista dia após dia. Leveza hoje em dia é uma raridade boa de se ver, e o que me é raro me é muito caro e não abro mão de modo algum. Gente leve é rara. Gente leve é preciosa de se ter ao lado. E faz a maior diferença na vida!
Então, hoje, eu penso assim: o barato da vida é que ela me é cara demais (ainda bem!), e eu não estou aqui a troco de nada. Eu vim ao mundo para ser feliz!
Feliz e leve.

Paolla Milnyczul

"Minha alma está de dieta. Não cabe em mim o peso de mais uma cara amarrada." – Fernanda Mello

Conteúdo protegido por Direitos Autorais.

9 comentários:

  1. Eu gosto mesmo é de gente, de verdade, que não tem medo de se doar, de se doer, gente que não vive de contos de fada, gente que vive a realidade sem medo de ser feliz.

    Adorei teu canto! Um beijo

    ResponderExcluir
  2. A vida é mto boa pra gente se afetar com pessoas que são amarguradas! Devemos trabalhar pra estarmos sempre leves mesmo e a melhor forma é, claro, é trazendo pra perto somente pessoas leves.

    ResponderExcluir
  3. Muito bem Paolla, é isso aí. A vida é muito curta para se perder tempo remoendo as frustrações! Belo texto!

    ResponderExcluir
  4. "eu gosto é de gente leve"

    Essa frase é perfeita. Define perfeitamente a maneira que eu penso.

    Como disse a Faby aqui em cima, a vida é muito curta pra se perder tempo remoendo as frustrações.

    Mais leveza pra nossa vida!

    Abraços, Michelle
    Um livro sobre o insólito

    ResponderExcluir
  5. Paolla, eu amei o texto! Outro dia eu e meu pai estávamos comentando justamente isso. As pessoas reclamas de mais, mas não tomam nenhuma atitude para mudar sua situação. Não percebem o lado lindo da vida. Problemas? TODO mundo tem. Um sorriso no rosto contagia as pessoas, faz com que fiquemos mais leves!

    Beeijos!
    Gaby

    ResponderExcluir
  6. Fiquei em dúdivas: Será que sou leve, peso mais ou menos ou sou pesada? Não sei...rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. E definitivamente, eu preciso me soltar...
    Tirar os pés do chão nem que seja só um pouquinho.

    ResponderExcluir
  8. Preciso de receita, ando numa fase autoavaliação e o resultado foi: sou uma chata de primeira ;)

    ResponderExcluir